Gestão antiga do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lauro de Freitas tem escândalos de roubalheiras e concessão fraudulenta de Posse de Terras.

1
90

* Matéria Atualizada as 23:27.

Observação – A Redação do Tribuna de Lauro de Freitas recebeu, após a divulgação da matéria, da gestão atual do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lauro de Freitas o pedido de esclarecimento de que Moema e Roque não tem nada haver com a denúncia. Que a denúncia é com relação a antiga gestão, somente. Que inclusive a gestão atual do sindicato apoiou Moema e Roque Fagundes e que o vídeo constante da matéria é referente ao apoio recebido por ambos. 

O Site Tribuna de Lauro de Freitas se debruçou sobre uma investigação detalhada que revela um verdeiro escândalo de Roubalheiras e concessão de Posses de Terrenos Rurais de forma fraudulenta, num esquema que pode ter sido usado para beneficiar politicamente a eleição de Moema Gramacho e o vereador Roque Fagundes, ambos do PT.

Estivemos com o atual Presidente do Sindicato de Trabalhadores Rurais de Lauro de Freitas, Péricles Bacelar, que após muito diálogo e insistência resolveu abrir a caixa preta do sindicato rural de Lauro de Freitas, ligado ao PT da cidade e nos revelou situações graves acerca da gestão anterior que tinha Jorge Amaro como Presidente, que não prestou conta à FETAG, sobre valores recebidos de mensalidades e de todas as operações financeiras de completos 5 anos: anos 2006, 2007, 2008, 2009, 2010 e 2011, período em que Moema Gramacho foi Prefeita.

Péricles Bacelar, atual Presidente do Sindicato Rural de Lauro de Freitas
Sr. Péricles Bacelar, atual Presidente do Sindicato Rural de Lauro de Freitas

São diversas questões que a direção do sindicato trazem à tona a nossa redação e que tem no centro da situação os Trabalhadores rurais de Lauro de Freitas, que estão sofrendo, pelos erros de uma gestão que envolveu politica, campanha, eleição e Fraude em posse de terrenos. O Site Tribuna de Lauro de Freitas teve acesso a diversos documentos e centenas de Talões constando os recebimentos de valores, durante todos esses anos, sem a devida e correta prestação de contas:

O Tribuna de Lauro de Freitas teve acesso ainda a provas documentais da atuação do Sindicato sob a direção anterior que concedeu de forma fraudulenta centenas de  declarações de posse a pessoas a quem não tem nada haver com área rural.

Dentre esses documentos podemos verificar diversas declarações de Posse e inclusive a declaração fraudulenta de Posse concedida à um secretário do município de Lauro de Freitas, que na época invadiu um terreno, alegando ser dono e expulsou o verdadeiro proprietário, morador, pobre, que só tinha aquela área para moradia, um senhor já de idade, e que se valeu da corrupção do sindicato para esquentar sua ‘posse’ e hoje é atual secretário da Prefeitura.

 

O presidente Péricles nos relatou que até a sede do Sindicato Rural foi vendida, numa sucessão de crimes que serão entregues ao Ministério Público de Lauro de Freitas. O Sindicato Rural da Cidade foi usado para esquentar terrenos da cidade nas mãos de quem não eram os verdadeiros donos.

Separamos algumas das cópias dessas declarações
Separamos algumas das cópias dessas declarações

O antigo presidente, Jorge Amaro, que hoje tem uma igreja e uma marcenaria no bairro de Itinga, é acusado de ter possivelmente construído, com  recursos desviados do Sindicato e de pequenos agricultores rurais do município nesses mais de 5 anos. E dispara: ‘Aonde foi parar tanto dinheiro durantes todos esses anos?’

 

 

 

A atual gestão do Sindicato, que assumiu ano passado(2016) vem colhendo provas de todo um esquema de gestão fraudulenta que podem chegar no PT de Lauro de Freitas, suspeita-se que a concessão indiscriminada dessas declarações de posse de terras serviu, também, para pedir votos para Moema Gramacho em 2008, para o próprio Jorge Amaro que foi candidato a vereador em 2008 também, e ao candidato e hoje vereador eleito Roque Fagundes(PT), já que obteve o apoio de Jorge Amaro nas últimas duas eleições.

A Coisa é muito mais grave do que apresentamos aqui. Uma verdadeira Caixa Preta. Materiais de apoio do Sindicato de Trabalhadores Rurais em apoio à Moema Gramacho e Roque Fagundes desencadeia uma série de ligações de que o órgão foi usado em campanha e com desdobramentos que somente uma investigação criteriosa do Ministério Público poderá revelar todo o esquema. A Atual direção do Sindicato descarta participação de Moema e Roque nas fraudes da gestão anterior, o termo é ‘beneficiamento politico’ por meio de uso politico quee fez com que o sindicato e os agricultores fossem usados. Práticas do PT.

 

 

 

1 COMENTÁRIO

  1. […] Ladislau Leal, que tem recebido alguns do secretário pasta pura do Planejamento da Cidade se incomodou ou apenas está prestando o serviço de defender  o que ele chama de “parceiro” mediante matéria colocada no Tribuna e que pode ser alvo de investigação por meio de Denúncia no Ministério Público, que envolve suposta compra de Declaração Fraudulenta de Terreno. Veja a matéria: Gestão antiga do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Lauro de Freitas tem escândalos de roubalhe… […]

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here